O que é Pletismografia?

O teste de função pulmonar completa ou pletismografia permite conhecer a real potência dos pulmões e potencializar a capacidade respiratória.

O exame inclui cinco procedimentos diferentes: a espirometria, a medida dos volumes pulmonares, a dimensão da resistência das vias aéreas, as pressões respiratórias máximas e a capacidade de difusão do monóxido de carbono (troca gasosa do meio ambiente para o sangue nos pulmões).

Dessa forma, a pletismografia consegue detectar e distinguir dois dos principais grupos de doenças pulmonares: as obstrutivas (doenças que aprisionam o ar, como a asma e a DPOC) e as restritivas (problemas que causam diminuição do volume pulmonar, como a fibrose pulmonar).

“A pletismografia é o exame mais completo, atualmente, para avaliarmos a função pulmonar”, afirma o Dr. Thiago Mendonça, pneumologista do Centro de Pneumologia e Alergia do Ceará e secretário da Sociedade Cearense de Pneumologia e Cirurgia Torácica (SCPCT). “O procedimento mede, de forma objetiva, a resistência que o ar sofre para adentrar às vias aéreas (incluindo os brônquios), a força dos músculos respiratórios (alterado em várias doenças neuromusculares) e a capacidade de realizar a troca gasosa”, completa o pneumologista.

“Há dificuldades financeiras, porque se trata de uma tecnologia avançada e importada. Enfrentamos desafios também quanto ao aperfeiçoamento do conhecimento técnico e especializado na área de Pneumologia”, esclarece Mendonça.

O exame é rápido, não invasivo e indolor, além de muito útil para o diagnóstico de doenças respiratórias, da reumatologia (com envolvimento pulmonar) e de neurologia (com envolvimento dos músculos respiratórios).

Com relação à dificuldade relacionada com os equipamentos, empresas como a Bioscan apresentam parcerias muito construtivas com as melhores marcas mundiais do setor de equipamentos para testes de função pulmonar, como a Vyaire (antiga SensorMedics e Jaeger). Isso possibilita o acesso das nossas clínicas e hospitais a este tipo de equipamento de ponta.

Fonte:

http://pneumoblog.org.br/?p=1769

2018-10-08T21:25:57+00:0014 de setembro de 2018|Cárdio-Pulmonar, Função Metabólica|0 Comments

Leave A Comment